COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

segunda-feira, 23 de março de 2015

FLORIANÓPOLIS, 289 ANOS


   Por Luiz Carlos Amorim – Escritor, editor e revisor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.uol.com.br  

 
E a capital da nossa Santa e bela Catarina completa mais um aninho. Apenas duzentos e oitenta e quatro aninhos, jovenzinha ainda. Há que comemorarmos o fato de se poder viver no paraíso, ainda que este paraíso esteja ameaçado pela falta de segurança, pela falta de estrutura, pela ganância imobiliária e pela ocupação indiscriminada do solo, por “políticos” que passam por ela apenas para usá-la como degrau.
Florianópolis é mágica, não só pela lenda das bruxas, mas pelas belezas de suas praias, da sua ponte quase centenária, de sua lagoa majestosa, de sua gente acolhedora.
Essa terra, abençoada por tanta beleza, cativa a gente de tal maneira, que uma vez aqui, é difícil ir embora, é difícil deixá-la.
As comemorações oficiais já foram mais entusiásticas, em outras épocas. Este ano Florianópolis comemora pouco e timidamente o seu aniversário. Aliás, poderíamos comemorar com a entrega da Ponte Hercílio Luz revitalizada. Mas a pobre senhora está abandonada, como sempre esteve, apodrecendo ao léu, apesar de todo o dinheiro que “investem” nela. Poderíamos comemorar com a entrega do Memorial Cruz e Sousa, nunca utilizado e deteriorado pelo tempo, com promessas várias de reforma, nunca cumpridas. Continua, também, abandonado no tempo. Poderíamos falar de outras obras paradas na capital, que se entregues poderiam ajudar a comemorar o seu aniversário, mas temos que agradecer pelo que ainda temos.

São essas e outras “pequenas” coisas que empanam a festa de aniversário da cidade-capital. Mas a falta de sensibilidade e de amor à terra dos nossos “políticos” não tira os méritos e a magia de Florianópolis.

Feliz Aniversário para a cidade, e que ela inspire seus governantes e seu povo a cuidarem melhor dela, para que possa crescer saudável e feliz.
Comemoremos, então, com um poema: ESSA ILHA - Luiz Carlos Amorim -
Essa ilha catarina / cercada de sol por todos os lados, / é a terra prometida, /,
o paraíso de areia. / A natureza, generosa, /  deu as praias mais bonitas /
a este pedaço de chão. /  E deixou que eu, poeta, /  me quedasse à beira-mar /
para sonhar esperanças, / para cantar a beleza / sem igual da capital.
Florianópolis antiga, /  ao mesmo tempo menina, /  capital da natureza, /
da magia e da beleza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário