COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

NO SUL DA AMÉRICA DO SUL


Por Luiz Carlos Amorim – Escritor - http://luizcarlosamorim.blogspot.com/

Hoje estivemos em Punta Del Este, no Uruguai. Uma cidade praiana, do tipo de Balneário Camboriu, mas mas mais voltada para o comércio, pois há muito fluxo de turistas por aqui, principalmente no verão, é claro. Mas não é só isso. Aqui estão as casas dos milionários de várias partes do mundo e o lugar dá a impressão de encaminhar-se para algo como os emirados árabes. Os preços não são muito menores do que no Brasil, mas a gente acaba comprando uma coisinha aqui, outra ali. As praias são bonitas e movimentadas, o metro quadrado para negociar um imóvel lé uma fortuna. A água é fria e há muito vento. Ah, e o sol estava de rachar.
Ontem e ante-ontem andamos por toda Buenos Aires. No primeiro dia, segunda, fizemos um tour e rodamos a cidade toda, para saber o que faríamos no dia seguinte. Demos uma olhadinha na Rua Florida, depois corremos a cidade, mas deixamos para fazer compras ontem. Passamos em El Caminito e até dançamos tango. É muito legal. Compramos disco de tango, para ajudar nas aulas do ritmo.
Na terça, visitamos o Jardim Japonês, belíssimo e enorme e o zoológico de Buenos
Aires. Ele é muito grande e tem de tudo. Um urso branco (polar), imenso, é uma das atrações e deu show para nós. Os animais estão muito bem instalados e há muito espaço para cada um deles. O aquário é muito interessante. Os leões marinhos dão um espetáculo. Tem tigre branco, onça pintada, uma grande variedade de aimais. Passamos quase a manhã toda lá.
À tarde, voltamos para a praça San Martin e pegamos a Rua Florida para fazer compras. A rua é enorme e tem de tudo. Eu esqueci de levar os modelos das baterias dos notebooks, meu e da minha filha, acabei não comprando.
As livrarias da cidade me encantaram. Em cada esquina há uma. E a gente vê as pessoas lendo seus livros nas praças, sentados nos bancos, deitados nos gramados dos diversos parques, em todos os lugares.
A cidade e muito bonita, uma metrópole bem cuidada. O que chama mais atenção é a quantidade de verde. Há muitos, muitos e muitos parques por toda Buenos Aires. A arborização é uma coisa muito presente e os parques são imensos e contam com manutenção constante. Não é à toa que a cidade se chama "Buenos Aires". Em contraste ao verde, há muitas torres de vidro. Muito vidro.
Dois detalhes negativos: primeiro, há muitas daquelas pessoas que levam cachorros para passear e não recolhem o cocô dos bichos. A gente precisa cuidar quando anda, pois pode pisar em cocô. E eles levam muitos cães de uma vez.
Outro detalhe e o atendimento nas lojas: algumas vezes, os atendentes são muito frios.
Mas no cômputo geral, foi muito bom conhecer a Argentina. É um lugar muito bonito e interessante. Além de curtir o tango, que já conhecíamos, conhecemos a cúmbia. É um ritmo muito vibrante. Vale a pena conhecer.

5 comentários:

  1. Viva tudo intensamente. Passei aqui para desejar um Feliz Aniversário nosso poeta especial.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Marisa. Volte sempre.
    Um grande abraço do Amorim

    ResponderExcluir
  3. Poeta!
    Demorei mas voltei! E que boa novidade: voces passeando e dançando tango! Estaremos marcando presença no livro do Varal,que será lançado em maio, que coisa boa! Já li algumas das crônicas anteriores e como sempre, abasteci-me e contagiei-me da sua palavra, da sua vontade de fazer em cada dia, o melhor sempre mais.Vai um abraço grande pelo niver! Fatima/Laguna/SC

    ResponderExcluir
  4. Fátima, que bom ter ver por aqui. Conte as novidades. vou começar a edição da Ilha de março.
    Grande abraço do Amorim

    ResponderExcluir
  5. Sim temos boas notícias literárias.
    Encaminhei por e-mail.
    Abraço. Fatima

    ResponderExcluir