COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

PROMESSAS PARA A CULTURA


   Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

A Fundação Catarinense de Cultura anunciou, pouco depois do início do ano, a continuidade de alguns projetos culturais abandonados há alguns anos. Foi alvissareiro ter a promessa do Estado que o Prêmio nacional Cruz e Sousa, um dos concursos literários mais importantes do país, seria resgatado mais uma vez. Era importante, também, saber que o Edital para escolha de livros de autores catarinenses que seriam distribuídos para as bibliotecas municipais teria, finalmente, mais uma edição.

A última edição do Prêmio Cruz e Sousa foi em 2009. Esse concurso é um dos mais importantes, senão o mais importante do gênero, porque projeta o Estado de Santa Catarina no cenário  literário do país. Então é hora de reeditá-lo, é hora de ser mais  valorizado pelo poder público. Deveria ter, até, uma edição todos os anos.

O Edital de Aquisição de Livros, promovido pelo Governo do Estado, deveria selecionar e adquirir obras de autores catarinenses. Deveriam ser selecionadas até dez obras, que teriam 300 exemplares de suas tiragens compradas e distribuídas para bibliotecas públicas municipais. Essa, na verdade, é Lei Grando, que existe há uns 20 anos, mas não vinha sendo cumprida há muito, muito tempo. Teve uma edição em 2009 e deveria ser levada a efeito todos os anos, mas a deste ano seria a terceira edição.

Independente disso, a Fundação Catarinense de Cultura prometeu, também, publicar livros de novos escritores catarinenses através da FCC Edições. Essa era uma promessa das mais promissoras, pois pode revelar novos talentos nas nossas letras.

A verdade é que estamos no final do ano e quase nada do que foi prometido pela FCC foi cumprido. Pra não dizer que nada foi feito, em meados de 2013 o Estado lançou o Edital Elizabete Anderle, que tem verba para projetos de Letras – publicação de livros e financiamento de atividades em prol da difusão do gosto pela leitura.

Os outros, projetos importantes para a cultura catarinense e para os produtores da arte literária, ficaram no esquecimento, como sempre. Quando o Estado cumprirá a intenção de colocá-los em prática, cumprir o prometido? Quando o Estado cumprirá as suas próprias leis?

2 comentários:

  1. Bom dia!

    Edna Cristina matos de Melo, rua Paulo Ferreira da Silva nº 60, Santa Rosa - Divinópolis MG CEP 35500-497. Amorim, ficarei aguardando mais esta gentileza. Muito Obrigada!!!!

    Edna Matos

    ResponderExcluir
  2. O endereço confere, professora. A anotação do correio no envelope é de que eles visitaram o endereço três vezes e depois o pacote ficou no Posta Restante por um tempo e então eles me devolveram. Vou enviar de novo, ok? Abraço do Amorim

    ResponderExcluir