COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

BOM PARA TODOS?


     Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br


Saí de casa pela manhã, depois das dez, nesta manhã de quarta-feira, fatídica terça pós goleada da Alemanha em cima do Brasil. O dia já não era dos melhores e o Banco do Brasil ia fazer com que ele ficasse pior.

Precisava fazer mandar um dinheiro para a filha que mora em Lisboa e combinamos fazer isso pela Western Union, que é a maneira mais rápida. Ou era. Sou cliente do Banco do Brasil e minha agência é São José, na grande Florianópolis. De outras vezes que precisei fazer remessa pela Western Union – no Brasil isto é feito pelo Banco do Brasill – fui a minha agência e eles me mandaram para a agência centro de Florianópolis, onde há carteira de câmbio. Então, para não perder tempo, rumei direto para o centro histórico da capital catarinense. Lá chegando, pedi senha para o câmbio e expliquei o objetivo. O funcionário não me deu a senha e me disse que eu teria que ir a minha agência. Pedi para falar com o gerente da carteira e me encaminharam para o segundo andar, para procurar Nando. Encontrei o Nando e contei a história, disse-lhe que precisava fazer uma remessa via Western para Lisboa, com urgência, como tinha feito outras vezes ali, recebendo na hora o código para enviar a quem vai receber do outro lado. Ele me disse que não podia fazer nada, que não conseguia atender clientes da agência e turistas, que ia perder muito tempo para me atender, que eu fosse fazer a operação na minha agência. Que só tinha um funcionário e não podia atender o Estado todo. Vi que não adiantaria continuar conjeturando com ele, dizendo que eu era aposentado do Banco, que estava ali naquela agência e podia me atender pelo menos aquela vez.

Voltei para São José e fui a minha agência. Entrei lá às 13h17min e fui atendido às 13h45min. Mas o tempo de espera não foi o pior. Depois de um dos dois atendentes que estavam disponíveis ir embora quando chegou a minha vez, ficando apenas um atendendo, finalmente apareceu alguém para me atender. Expliquei que precisava fazer uma remessa pela Western Union com urgência, que a minha filha precisava fazer um pagamento ainda hoje e perguntei quanto tempo levava para obter o tal código necessário para o destinatário poder receber o dinheiro em Lisboa. Ele me disse, pasmem, que demoraria de dois a três dias, que anotaria a operação e mandaria para uma central em São Paulo, que efetuaria a ordem e enviaria o código que ele repassaria a mim para que eu mandasse para minha filha e ela finalmente pudesse sacar.

Ora, se eu tivesse feito a operação na agência centro de Floripa eu teria o código na hora, mas fazendo numa agência que não tem carteira de câmbio, eu só obteria o tal código dois ou três dias depois. Expliquei para o rapaz que eu já havia feito essa mesma operação numa agência do interior do Rio Grande do Sul, que também não tinha carteira de câmbio e tinha que esperar a operação ser efetivada por São Paulo, mas em menos de três horas eu obtive o código para enviar ao destinatário. Ele me disse que não entendia como isso podia ser possível, pois nunca conseguira a efetivação de uma operação daquele tipo no mesmo dia.

Sem outra alternativa, fiz a propotsa de emissão de ordem de pagamento para o exterior e agora estou esperando que o atendente me retorne com a finalização da operação, para que eu possa enviar a minha filha um código que deve chegar sexta ou segunda.

Senhores responsáveis pelo Câmbio no Banco do Brasil, os senhores sabem que tornaram a vida de seus clientes e clientes da Western Union impraticável, tendo que esperar 48, 72 horas, no meu caso até mais, pois há um final de semana aí, como o próprio funcionário do Banco me esclareceu, por um serviço que é pago e que, se eu pudesse ser atendido numa agência onde existe carteira de câmbio, poderia resolver tudo na hora? O que acontece com o Banco do Brasil, mudou tanto assim desde que me aposentei, que agora ao invés de facilitar, complica ainda mais a vida da gente?

O gerente de Câmbio da agencia centro de Florianópolis não pode me atender porque tem apenas um funcionário para este tipo de serviço. Não está na hora de colocar mais gente para trabalhar? Quer dizer, falta funcionário, o cliente que se dane? E cadê a boa vontade que sempre tivemos para resolver o problema do cliente? O cliente não tem mais nenhuma importância?

Três dias para mandar uma ordem de pagamento ao exterior é um absurdo, na era da comunicação instantânea, das operações on line. Que banco é esse? Ele é bom para quem? Onde foi para o Banco do Brasil bom para todos?


 

 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário