COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

domingo, 5 de dezembro de 2010

PEDRAS PRECIOSAS

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Hoje tivemos o espetáculo Pedras Preciosas, do qual falei numa crônica anterior. Trata-se de um espetáculo de dança, da academia onde faço aulas, que abrange varias modalidades da arte: dança de salão, balé, jazz, dança do ventre, tudo muito dinâmico e vibrante. E não foi só isso: teve música, com o coral da academia e até declamação de poesia. E poesia de Quintana, além de um texto meu texto “Pedras Preciosas ornamentam Dança de Salão”, publicado aqui no blog dia 28 de novembro.
Pois não é que eu participei do show? Ruim de dança como sou, lá estava eu, no palco, dançando bolero. Não foi aquela perfeição, é claro, mas acho que não estraguei o conjunto. É uma experiência boa e assustadora ao mesmo tempo, pois até tenho um pouquinho de experiência de falar em público, pois sou professor, mas nunca tinha subido num palco para apresentar uma coreografia. A gente não vê nada, fica meio suspenso no ar e a impressão que dá é que todo o tempo de ensaio que tivemos vai se diluir no ar num estalo. Mas acho que foi quase bom.
Valeu a experiência. Valeu e muito, porque isso mostra pra gente que, se a gente quiser, a gente consegue. Não sou mais nenhum rapazinho, estou beirando os sessenta, então é uma vitória ter conseguido essa proeza.
Dançar é muito bom. Ter habilidade e talento para mostrar a dança para o público é outra coisa. Mas valeu a pena.
Aplaudo agora, mais do que antes, todos os bailarinos de qualquer gênero, pois sei o que eles ralam para fazer bonito como fazem. Obrigado à professora Renata Verani, bailarina e coreógrafa e ao Felipe, pela paciência em nos conduzir. Ela e os professores do Ateliê criaram muitas pedras preciosas na casa. Assim como a pedra é lapidada, eles lapidaram os bailarinos e sua dança para apresentar jóias de raro brilho. Só vi, por enquanto, o espetáculo nos ensaios. Vou ver a gravação e sei que vou gostar mais ainda, pois estava muito bonito. Com figurinos, cenários, objetos de cena, o espetáculo tornou-se, de fato, uma pedra preciosa.

2 comentários:

  1. Que lindo Amorim!
    Realmente, cada ser tem sua raridade, sua luz e sua beleza!
    Mais uma vez obrigada por sua presença neste momento tão importante e por suas palavras escritas.
    Beijos
    Renata

    ResponderExcluir
  2. Pôxa, Amorim, que corajoso! Queria te ver dançando num palco!
    Abração,
    Urda.

    ResponderExcluir