COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

domingo, 22 de janeiro de 2012

CORUPÁ E O SEMINÁRIO




Por Luiz Carlos Amorim – Escritor - http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/

O cartão postal mais tradicional de Corupá completou 80 anos, no dia 17 de janeiro. O Seminário Sagrado Coração de Jesus, com seu estilo gótico-romano é a atração turística mais forte da cidade, antes mesmo que o acesso à Rota das Cachoeiras tivesse sido aberto. E continuou sendo um dos principais cartões postais da cidade, mesmo com toda a beleza das quatorze cachoeiras da rota e mais outras dezenas delas que se espalham por Corupá.

O Seminário Sagrado Coração de Jesus, foi construído com tijolos aparentes, o que lhe confere a aparência de castelo medieval, em uma de suas faces. Essa aparência gótica é a sua marca registrada, o que fez com que já tenha sido cenário de uma produção televisiva exibida em todo o país.

A frente do Seminário que a gente vê, quando chega nele, é a igreja, também belíssima. Ela foi inaugurada em 1953 e tem estilo mais moderno, contrastando com a enorme construção anexa a ele. Além da igreja, há o Museu Luiz Gartner, que tem o nome do padre que, em 1932, deu início ao viveiro “Paraíso das Aves”, que hoje em dia está desativado. Ele aprendeu a arte da taxidermia e começou a empalhar animais, diversos deles, o que deu origem ao museu. Nele, está exposto um acervo de 1500 exemplares, dentre os quais aves, anfíbios, répteis, mamíferos e peixes.

No Seminário existe também o Teatro José Anchieta, onde outrora os seminaristas apresentavam peças teatrais e noites culturais. Atualmente, o espaço, que comporta 300 pessoas, é usado para convenções e estudantes realizam sua colação de grau.

O salão onde era o refeitório dos seminaristas, assim como a cozinha, foram adaptados para se transformarem no Restaurante Seminário, que serve a comunidade todos os domingos com um almoço tradicional, que conta com gastronomia típica germânica, um bufê completo de saladas e frios, marreco recheado e joelho de porco, além de outros tipos de carnes e um bufê de sobremesas.

Defronte à face gótica, que fica do lado esquerdo de quem está chegando ao Seminário, está o jardim europeu, com cinco caminhos que partem da casa, desenhados por cercas-vivas e flores típicas da região, que pretendem lembrar o trabalho missionário da igreja católica.

Em rápidas pinceladas, isso é um pouco do colosso que é o Seminário Sagrado Coração de Jesus, a construção que tem a missão de representar a cidade de Corupá.

É essa construção que completou oitenta anos e que merece que Corupá comemore o seu aniversário, ao longo de todo este ano. O nome do Seminário lembra Corupá, onde quer que seja, assim como as diversas cachoeiras distribuídas por toda a cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário