COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

DIA DE MUITA MÚSICA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor - Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br
A quinta foi um grande dia para o Festival de Música em Jaraguá do Sul, aqui na sua sede, no SCAR, e provavelmente em todas as cidades que ele contempla com apresentações.

Assisti a quase tudo que rolou em Jaraguá nesta quinta. Comecei com o Femusc no Shopping, as 12h30min. Três ótimas peças foram apresentadas: uma de Bach, outra de Piazzola e a terceira de Franz Danzi, Quarteo para fagote e trio de cordas. Uma seleção espetacular, mas uma pena que o horário não ajude. Penso que a intenção da organização do Festival é oferecer a boa música para quem vai almoçar, tanto que as apresentações são feitas ao lado da praça de alimentação. Mas infelizmente o burburinho do almoço, muito alto, cobre o som da música. A praça de alimentação é muito grande e muito freqüentada e o barulho das pessoas fazendo a refeição e conversando, mais o ruído próprio do shopping tornam impossível ouvir o que está sendo executado, se a gente não se aproximar o máximo possível dos músicos. Uma pena. O ideal seria mudar o horário da apresentação, tanto no shopping como no Angeloni, que tem o Festival também as 12h30min, ou então que se coloque microfones e sistema de som para que os músicos não fiquem tocando para meia dúzia de pessoas que se aproximam deles.

As dezenove horas fui assistir o Momento Springmann, no Pequeno Teatro do Scar e gostei muito. “Canções sem Palavras”, de Mendelssohn, e “Rain Spell”, de Toru Takemitsu, tiveram excelente execução. “O lado oculto das nuvens” também foi muito bom.

Logo em seguida, na série Grandes Concertos, no Grande Teatro do Scar, muito mais música. O Quinteto para Violão e Cordas, que se não me engano já fora aplaudido de pé por vários minutos na quarta, apresentou peça de Leo Brouwer, e"Septeto”, de Beethoven, fechou com chave de ouro a noite. Foi fenomenal. Foram, também, aplaudidos de pé por minutos.E mereceram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário