COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

LITERATURA E LEITURA

Por Luiz Carlos Amorim (Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/ )

Ensinar literatura nas escolas no ensino fundamental implica levar o aluno a ter o prazer de ler - não significa obrigá-lo a ler. Se ali não conseguirmos incutir-lhes o gosto pela leitura, o problema será muito maior quando estiverem no ensino médio: lerão, quando muito - e por obrigação - apenas resumos e orelhas dos livros.

A literatura é o registro da realidade, de costumes, espaço e tempo de um povo, ainda que visto por ângulos diferentes e aí reside a sua riqueza. Ela sempre estará associada à alguma realidade: são realidades verdadeiras, realidades possíveis ou apenas imagináveis, dependendo do que o leitor conseguir recriar.

Porque sabemos que a obra literária existe enquanto lida, enquanto está sendo recriada pelo leitor. E cada leitor pode recriá-la com nuances diferentes, pessoais. Essa é a característica mais marcante da literatura ficcional. A emoção do autor, ao produzir seu texto, não será, necessariamente, a mesma do leitor ao recriá-la.

Então a leitura nos provoca emoções, nos dá referência, faz-nos refletir, pode mudar nossa maneira de pensar e até de agir. Ela é viagem pelo desconhecido, é aquisição de conhecimento, é aprendizado e exercício de criatividade, é experiência adquirida. Isso é literatura e é isso que os nossos leitores em formação precisam ir buscar nas páginas de um livro. Ou de vários. O ensino da literatura dividindo-a em "escolas", acaba fazendo-a parecer, para o estudante, uma coisa velha, ultrapassada, sem utilidade imediata. Faz a produção literária parecer algo que é feito a partir de receitas, como se fosse um bolo, sem originalidade, sem criatividade.

Literatura é arte, por isso não pode ser tratada como uma disciplina estanque, precisa ser explorada como algo dinâmico e estimulante, que alarga os horizontes de quem lê, algo que vai acrescentar subsídios para o crescimento do leitor.

2 comentários:

  1. Oi como vai?

    Concordo plenamente com tudo que foi dito> Trabalho incessantemente para levas meus alunos a ter o gosto pela leitura. Ontem fiz uma sondagem literária e me surpreendi. Fui a biblioteca peguei o nome do aluno e o exemplar do livro emprestado. Cheguei em casa fiz um exercício com o nome de cada aluno em especial, nele continha a imagem da capa e uma pergunta que para responde-la teria que realmente ter lido o livro. Eles não sabiam deste exercício e foram surpreendidos. Desta forma confirmei algumas suspeitas de alunos que realmente fizeram a leitura e outros não. Muito cansativo, mas procuro trabalhar fazendo sempre o melhor. Ultrapasso horas na tentativa de levar para sala de aulas coisas e formas que me ajudarão cotidianamente. Os meus alunos dizem que sou muito exigente, mas procuro fazer o melhor. Por isso trabalhar divulgando o prazer de ler é uma missão a qual precisamos vencer principalmente neste país onde muita coisa é um faz de conte, e a leitura para alguns apenas é uma obrigação e não uma diversão. Mas independente das dificuldades estarei sempre determinada a fazer a minha parte, pois a vida se faz de sonhos assim como as linhas e entrelinhas da vida.

    Professora Edna Matos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professora Edna, alguém deveria dizer aos seus alunos do privilégio que eles têm, podendo contar com uma professora como a senhora. Essa dedicação que a senhora tem para com eles fará toda a diferença na vida deles. Parabéns. Um grande abraço do Amorim

      Excluir