COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

LANÇAMENTO NA FEIRA CATARINENSE DO LIVRO


   Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br

Vou fazer o lançamento de meu livro infantil, FLEXA DOURADA, assim como de um livro de crônicas – O RIO DA MINHA CIDADE, menção honrosa nos Prêmios Literários Cidade de Manaus e um de poemas, NAÇÃO POESIA, antologia poética dos meus trinta anos de caminhada, na Feira Catarinense do Livro, em Florianópolis, no Largo da Alfândega, nesta sexta, dia 16 de maio, às 10 horas. Eu e o Júlio de Queiroz, um dos nossos maiores escritores, que apresentará seus dois novos títulos, AMOR E MORTE e EM COMPANHIA DA SOLIDÃO. Sim, na Feira Catarinense do Livro, que está acontecendo no Largo da Alfândega.

Pois é, apesar das dificuldades impostas pelo município, que não queria mais a realização da feira catarinense do livro no Largo da Alfândega, colocamos a boca no trombone, a Câmara Catarinense do Livro foi à luta e conseguiu-se que o evento seja levado a efeito, como nos últimos quatro anos e antes ainda, com a feira do livro de Florianópolis.

Publicamos artigo a respeito, há algumas semanas, com o título “Como acabar com uma feira do livro”, aqui no ND e também em alguns jornais pelo Brasil. Felizmente o Iphan liberou o espaço no Largo da Alfândega e a feira do livro volta ao seu lugar tradicional, até porque é o melhor local, já que fica no caminho do público que sai dos terminais e vai para o centro da cidade e vice-versa. O Largo da Alfândega fica no meio do fluxo de pessoas.

O que falta é o apoio do município, do Estado, da União e da iniciativa privada, para que as feiras do livro de Florianópolis cresçam e deixem de ser apenas e unicamente oferta de livros. Não que a oferta de livro não seja importante, em absoluto. Tudo o que puder incentivar a leitura é importante, mas feira do livro tem que ser, também, debate, discussão a respeito de literatura, encontro de fomentadores da cultura. Feira do livro tem que ser mais, precisa ter a participação de personalidades do meio literário e cultural de fora, para que haja integração, atualização, troca de ideias com os produtores de cultura e de literatura de outros pontos do país.

Um comentário:

  1. Bom dia!!!

    Gostaria de parabenizá-lo, por mais esta grande conquista. Que você faça muito sucesso com este seu novo trabalho. Parabéns.

    Professora Edna Matos

    ResponderExcluir