COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sábado, 29 de março de 2014

O BRASIL VAI IMPORTAR BANANAS


   Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

Os nossos telejornais, cá pra nós, infelizmente, quase que só dão notícias ruins. Vejo, nesta última semana de março, uma notícia que é bem típica do governo brasileiro: mexem no que não precisa ser mexido e nem tchum para o que precisa de atenção,  precisa de atitude, de providência. 

O Brasil vai importar banana do Equador, acreditam? Pois é. Deve ser a continuação daquela “política” generosa de nossos sábios governantes, de repassar recursos, seja de que maneira for, para os países vizinhos e/ou “parceiros”. É que nós podemos, porque há dinheiro sobrando e a saúde, a educação, a segurança, a infraestrutura, tudo está  falido no Brasil e não há porque investir em massa falida, não é mesmo? Então sobra dinheiro público, que vai para construir portos em outros países – os nossos não precisam de investimento, imaginem, por que precisariam? -, para refinarias de petróleo onde só se injeta recursos, sem que ela produza nada,  para importação de médicos que ganham uma décima parte – conforme a mídia divulgou – do que o governo brasileiro paga por cada um – o resto fica com o país exportador. E por aí afora...

É novidade a falta de banana no Brasil. O Estado de Santa Catarina é o maior produtor aqui do Sul, São Paulo é o maior produtor do sudeste e outras regiões pelo Brasil também produzem a fruta. A autorização de importação de banana do Equador faz  parte, mesmo, da distribuição de benesses a outros países, pelo visto.

A agricultura familiar vai ser, mais uma vez, prejudicada, desmontada. Como ficam os produtores de Corupá, no norte catarinense, por exemplo, onde centenas de famílias vivem da bananicultura? A banana do Equador vai chegar, provavelmente, mais barata do que a nativa é vendida por aqui. Sem a importação, já houve época em que os bananicultores de Corupá e região viram a sua produção apodrecer empilhadas nas estradas ao lado das culturas, por falta de preço. O que acontecerá agora? Mais uma ação para acabar com a agricultura no país, com o trabalho no campo?

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário