COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

TUDO IGUAL

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

Eu não esperava ter que voltar a este assunto, tinha esperança de que a lei da ficha limpa fosse levada a sério, mas estamos no Brasil. A lei foi promulgada, o Supremo Tribunal Eleitoral decidiu que valia já para esta eleição e tinha efeito retroativo, nada de valer só para quem fosse condenado daqui em diante.
Mas a justiça, como tudo mais neste país, parece muito instável, volátil. Um tribunal decidiu, mas veio outro, o Supremo Tribunal Federal, e começou a dar liminar para alguns políticos condenados, autorizando a candidatura dos mesmos. A própria “justiça” burlando a lei.
Nós, eleitores, estamos sós nessa tarefa ingrata de avaliar candidatos para saber se podemos votar neles. Vamos ter que verificar tudo sobre cada candidato, refugar aqueles que têm ficha suja e tentar votar no menos ruim. É isso mesmo? Não é nada disso não. Não temos que votar no menos ruim. Se não houver candidatos decentes, o que o povo precisa fazer é votar nulo, para que todos saibam que queremos mudanças, que queremos mais respeito e um pouco de honestidade, mais transparência nessa coisa corrupta que chamam de política.
Segundo a legislação brasileira, se a eleição tiver 51% de votos nulos, o pleito é ANULADO e novas eleições têm que ser convocadas imediatamente; e os candidatos anteriores são IMPOSSIBILITADOS DE CONCORRER NESTA NOVA ELEIÇÃO. Então, se não houver em quem votar, cidadãos brasileiros, escolham VOTO NULO = 000 + TECLA VERDE. É a única maneira de tentarmos mudar esse estado caótico em que foi colocado o nosso país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário