COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

UM TRIBUTO À LITERATURA CATARINENSE


Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br   


Estive ontem, dia 15, na Academia Catarinense de Letras, participando do lançamento do livro “”Literatura Catarinense – Espaços e Caminhos para uma Identidade”, de autoria do Mestre Celestino Sachet. O livro é um panorama completo da literatura produzida pelos catarinenses e já sai com uma segunda edição. A primeira é completa, com seiscentas e tantas páginas, e a segunda é uma edição resumida, em formato grande, com capa dura, que o governo do nosso Estado fez para distribuir como brindo de final de ano. Isso vai ajudar muito na divulgação não só da obra, como também da literatura catarinense que ela revela.

As ilustrações são do artista Rodrigo de Haro e o reunião desses dois artistas num mesmo livro – Celestino, o artista da palavra e Rodrigo, o artista plástico – foi uma das coisas mais felizes que podiam acontecer. O livro contempla tudo – mas tudo mesmo – o que foi escrito em Santa Catarina em prosa, verso e também teatro. É um livro que estava sendo esperado há muito, pois livros deste tipo, atualizados, reunindo informações sobre obras literárias e os escritores catarinenses, não existiam. O mais recente é do nosso saudoso Lauro Junkes e data de 1992. A segunda edição do livro de Celestino – esta que está sendo lançada é a terceira – é de 1985.

Então agora temos uma obra de referência, no que diz respeito à literatura dos catarinenses, um livro que reúne todas as informações sobre a produção literária aqui no Estados até a contemporaneidade.

O Grupo Literário A ILHA está registrado em “A Literatura dos Catarinenses – Espaços e Caminhos para um Identidade” – mereceu até um capítulo próprio. Todos os integrantes do grupo, com obra publicada, estão lá.

Estudiosos, leitores, estudantes, todos temos, agora, uma obra de pesquisa, um lugar onde saber tudo sobre a literatura dos catarinenses.

Estava faltando, não está mais.



2 comentários:

  1. Sem dúvida a obra do mestre Sachet é uma celebração. Agradeço ao Grupo Literário a Ilha pela oportunidade de também compartilhar esta alegria. Ma de Fatima Barreto Michels.

    ResponderExcluir
  2. Falha minha, esqueci de dizer que a foto que ilustra a crônica é de Maria de Fátima Barreto Michels. Obrigado, Fátima.
    Abraço do Amorim

    ResponderExcluir