COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

SOL E CHUVA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Finalmente choveu um pouquinho por aqui. O sol deste verão está muito forte e tem chovido pouco. As temperaturas têm passado de trinta e se aproximado dos quarenta. E a sensação térmica já superou os quarenta.

É um verão muito quente. No dias que não chove, tenho que molhar as plantas em meu jardim, até duas vezes por dia. Plantas resistentes como morango murcham e começam a morrer sob o sol inclemente. Os pés de manjericão ficam ressecados, as folhas param de crescer e ficam secas. Não dá para plantar uma verdura, nesta época, porque não vinga.

Isto me faz pensar na estiagem no oeste do Estado, que vem durando várias semanas, meses até. A televisão mostra plantações de milho secando, com as socas sem poder se desenvolver, safras inteirinhas perdidas. Isso sem falar em tantas outras culturas.

Seca que fatalmente está impactando a economia, pois as verduras, frutas e grãos estão com a oferta prejudicada e a situação pode se agravar ainda mais se o tempo não mudar no oeste catarinense.

Na verdade é irônico, pois aqui no litoral as enchentes se sucedem, ontem foi em Blumenau e hoje a maré com a chuva inundou Joinville. De um lado chuva demais e de outro nada de chuva.

Meu pequeno jardim eu posso regar, pois o gasto de água é pouco e não têm faltado água nas nossas torneiras, pelo menos por enquanto. Mas as grandes culturas não podem ser regadas se não há água disponível para fazer isso.

Será que isso tem a ver com o nosso cuidado com o meio ambiente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário