COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

A SERRA GAÚCHA E O INVERNO



Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br


O último final de semana foi bastante quente – trinta graus, vejam vocês – na serra gaúcha. Apesar de estarmos em pleno inverno. Mas foi muito bom passear por Nova Petrópolis. Primeiro, a viagem foi ótima, pois desta vez não fomos por Lages, Vacaria, 116. Fomos pela 101 e depois pela Rota do Sol. A 101 está mais tranquila, embora haja trechos que não estão duplicados, mas é uma viagem muito bonita. Passar por Laguna e outras cidades que ficam no caminho é muito bom. Laguna me lembra um pouco São Francisco do Sul, onde vivi por pelo menos uma década.

Mas voltando à Nova Petrópolis, tá certo que a temperatura estava elevada, não fazia frio nem à noite. Mas quem disse que não há flores no inverno? Quem disse que a época de flores é a primavera? Pois a serra, ou as cidades da serra gaúcha estão esbanjando cor e beleza em todo lugar, apesar de já ter dado geada por lá. E da braba, de dias a fio, tanto que as bananeiras estão todas queimadas, sequinhas sequinhas. É uma profusão de cores sem fim: amores perfeitos, boca de leão, e uma infinidade de outras flores pequenas enfeitando as cidades, além de manacás-da-serra (o jacatirão de inverno), pessegueiros em flor, cerejeiras japonesas, paineiras, ipês, etc. Sem contar que colhemos - e comemos direto do pé - laranjas, tangerinas, ponkãs - doces como mel.

E no meio de tanta beleza, o que mais? O Festival do Folclore, que terminou no domingo em Nova, e que trouxe bailarinos da várias partes do Brasil e de vários países para dançar no palco da rua coberta da belíssima praça da cidade. Foram mais de duas semanas de apresentações, uma mais bonita e interessante do que a outra. E de graça, para os habitantes da região e para os turistas que visitam a cidade. A praça ficava completamente tomada para assistir aos espetáculos.

Eu penso que o Festival do Folclore devia se chamar, na verdade, Festiva de Dança Folclórica, pois ele é um grande e verdadeiro festival de dança e, apesar de ter Nova Petrópolis como sede, ele já está alcançando as cidades próximas, levando espetáculos para cada uma delas.

De maneira que foi muito bom passear, de novo, por essa região belíssima. Ainda mais com a excelente acolhida de nossos anfitriões, o sogro João Pereira e dona Diva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário