COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sábado, 18 de setembro de 2010

LIVRO DE PLÁSTICO

Por Luiz Carlos Amorim – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/

E já existe o papel de plástico. Uma das três revistas semanais de informação trouxe matéria a respeito, recentemente, muito interessante, por sinal. Numa época em que se alardeia o fim do livro impresso em papel, por causa dos e-readers (leitores eletrônicos), essa notícia vem confirmar que o fim de livro tradicional, como conhecido até agora, está bem longe. Ele pode até concorrer com o livro digital, mas sempre terá o seu lugar.
O papel de plástico é produzido a partir de lixo reciclável, ou seja, pacotes, garrafas, potes de iogurte, etc. A produção ainda é pequena, mas já existem gráficas imprimindo no papel de plástico, que tem semelhança com o papel couchê, que evidencia a boa qualidade. O custo ainda é um pouco salgado, mas à medida que a produção aumentar, esse problema deixará de existir.
Então, estamos frente à frente com o papel do futuro, com o papel que não destruirá árvores e consequentemente não agredirá o meio ambiente. Aliás, pelo contrário: o papel de plástico trará benefícios ao meio ambiente, pois utilizará o plástico que seria jogado na natureza, onde leva muito tempo para se decompor.
Vamos, daqui por diante, procurar dar preferência ao livro que for impresso em papel de plástico, como já fazíamos com os impressos feitos com papel reciclado.
Que a produção do papel de plástico – resultado do trabalho de pesquisadores brasileiros, diga-se de passagem – aumente, que mais editoras e gráficas se interessem pela novidade, para que aquele lixo que seria jogado fora passe a servir uma causa nobre e não fique obstruindo esgotos e bocas de lobo quando chove muito, causando enchentes.
Que venha o papel de plástico e que conviva hamoniosamente com o e-book, com o leitor eletrônico, pois ele representa um alento para o livro impresso, uma garantia a mais de sobrevida. E é mais durável, não rasga, é mais resistente: é o papel do futuro.
Menos lixo, mais livros: a equação perfeita para cuidarmos melhor do nosso meio ambiente e do futuro, uma coisa tão incerta nesses últimos tempos, por conta do nosso descaso com a natureza.

Um comentário:

  1. CARO AMIGO BLOGUEIRO,

    MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO GENTIL E MUITO GENEROSO TAMBÉM,
    GOSTEI MUITO DO SEU BLOG ASSIM QUE O VI PELA PRIMEIRA VEZ.
    MUITO OBRIGADO PELA SUA PRESENÇA EM MINHA VIDA DE BLOGUEIRO

    UMA SEMANA FANTÁSTICA PARA TI

    ABRAÇO

    FÁBIO LUÍS STOER

    ResponderExcluir