COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

LIVROS LIVRES

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Recentemente, falei aqui no blog sobre o Projeto Floripa Letrada, que disponibiliza livros e revistas nos terminais urbanos para os usuários do transporte público, que podem levar as publicações para casa, mas precisariam devolvê-las, para que outras pessoas possam continuar usufruindo do acesso à leitura. Mas quase ninguém retorna os livros às estantes dos projetos.

Coincidentemente, leio no jornal A Gazeta, de Cuiabá, que o projeto Saber com Sabor, que existe lá há dez anos, vai estender sua atuação também para os terminais urbanos, praças e outros locais públicos. Até agora o projeto estava restrito às bibliotecas e os empréstimos de livros funcionavam com cadastro de prazo para devolução, mas com a expansão, não haverá registro nenhum do empréstimo, as pessoas apenas escolherão o livro e levarão, como é feito em Florianópolis.

O objetivo é dos melhores, qual seja democratizar o acesso ao livro a qualquer pessoa, incutir o hábito da leitura entre os cidadãos de todas as camadas da sociedade. Espero que eles, lá em Cuiabá, obtenham sucesso, pois aqui o público não deu o devido valor ao projeto, que está decaindo, uma vez que depende de doações e os livros não são devolvidos.

Vou procurar saber como o projeto foi recebido e se funcionou, para voltar ao assunto. Faço votos que dê certo. O problema, aqui, foi o “comprometimento, de uma forma consciente, a devolvê-lo quando terminasse de ler”.

Espero, também, que o provimento de livros e revistas não seja através de doações, como aqui, que haja verba para comprar livros nem que seja de sebos, pois as doações acabam diminuindo, com o tempo e isso acaba por colocar em risco o projeto, uma vez que os livros não são devolvidos.

O que eu gostei mais, na matéria que li, foi os conselhos valiosos emprestados ao leitor: Como incentivar a leitura: - Comece a ler para as crianças desde o berço, isso distrai, faz rir e facilita o desenvolvimento da linguagem, semeando o gosto pela leitura. – Sempre defendi que a criança tem que conviver com livros desde a mais tenra infância; Tenha sempre um livro à vista; Faça da leitura um prazer, sem cobranças e castigos; Visite bibliotecas, para que tenham acesso a livros de qualidade e cultive bons hábitos de leitura; Respeite o gosto literário das crianças; Crie momentos culturais frequentando teatros, cinemas, museus, bibliotecas e feiras de livros; Estimule a criação de um cantinho da leitura com acervo variado em casa.

Não é interessante? Vale a pena seguir os conselhos. E pegue livros nos terminais urbanos, sim, mas devolva-os depois de ler, por favor. Ou o projeto acaba.

Um comentário:

  1. alugo livros até na Biblioteca da escola que o Lucas estuda,muito bom!
    Sandra Mara Pacífico

    ResponderExcluir