COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

A FALTA DE EDUCAÇÃO E O TERRORISMO


   Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

Hoje a apresentadora Laine Valgas, ao chamar mais uma das tantas matérias sobre o abandono das escolas, por parte do Estado, disse uma coisa muito importante, para a qual venho chamando a atenção faz um bom tempo: se não tivermos escolas em condições de receber os estudantes, se não tivermos professores bem pagos e um conteúdo curricular minimamente apropriado, não podemos esperar que tenhamos cidadãos educados, esclarecidos, produtivos e honestos.

É que com os atentados que voltaram a assolar toda Santa Catarina, superando a onda de terror que aconteceu em novembro passado, Laine acertadamente responsabizou o abandono da educação pela formação de terroristas e bandidos. E esse abandono é visível por aqui, conforme a televisão mostrou: escolas estaduais interditadas por absoluta falta de condições de receber alunos e professores, caindo aos pedaços, uma até já desabou.

Tivemos quase três meses de férias escolares e o Estado deveria ter providenciado para que, neste tempo, fossem feitas obras de reforma em várias escolas catarinenses. Mas não foi o que aconteceu. As escolas continuam em petição de miséria, nada foi feito, nem começado. E o ano letivo está prestes a iniciar. O que será das crianças que precisam estudar? Vão entulhar dezenas de estudantes em pequenas e precárias salas, piorando ainda mais a qualidade do ensino que já vem sendo sucateado pelo poder público há muito tempo?

Como disse a apresentadora, com esse tratamento à educação, como não esperar a escalada de terrorismo que se instalou em nosso Estado? E o descaso não é só com a educação. É com a saúde, com a segurança, com tudo. Não temos policiais nas ruas. Não há policiais suficientes e os que existem estão prestando serviço em gabinetes de repartições públicas. No que diz respeito à saúde, as pessoas continuam empilhadas nos corredores de hospitais, esperando serem atendidas. Morrendo à espera.

Senhor governador, está na hora de dizer a que veio. Está na hora de cobrar providências, de tomar providências. Nosso Estado está sob o comando de bandidos. Já é hora de se fazer alguma coisa. Já está mais do que na hora.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário