COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

A SAGA DE APOLÔNIA

   Por Luiz Carlos Amorim - Escritor - http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/

Apolônia Gastaldi é uma escritora maiúscula. Ela começou com a poesia, enveredou pela prosa com todo a força e firma-se uma representante legítima da boa literatura catarinense com romances como “Barra do Cocho”, “Anjos Azuis” e “A Força do Berço”, saga em quatro volumes. Além dos livros de poesia, como “Mar”, “Amor”, “Panoramas” e outros. E novos títulos estão em produção, inclusive o quinto volume de “A Força do Berço”.
A saga de Stelle, a personagem central de “A Força do Berço” da escritora catarinense, chegou, então ao quarto volume publicado. O grande romance de Apolônia começou com “A Força do Berço – Herança” e seguiram-se-lhe, em 2005, escritos durante os quase vinte anos de intervalo desde a publicação daquele primeiro volume, as seqüências “Segredos”, “Sinais” e “Regresso”.
“A Força do Berço” conta a trajetória de Stele, uma mulher vivendo na França do começo do século 20. Uma herança a faz sair da vida urbana em Paris, para assumir um vida rural na Provença. Dona do Paradis, uma grande fazenda com muitas pessoas trabalhando para ela, descobre-se exímia administradora. E paralelo a isso, começa a perceber e a descobrir segredos da família, que a vão envolvendo e a fazem descobrir o amor.
Em “Segredos”, a vida tranqüila do “Paradis” começa a evoluir para grandes mudanças, com a chegada de novos agregados. E a protagonista vai descobrindo segredos também dos novos personagens que se infiltram, gradativamente, em sua vida. Stelle vê grandes mudanças acontecerem e ela volta à vida urbana, transformando-se em poderosa mulher de negócios, em meio a pessoas de cultura diferente da dela, com toda a sua vida sentimental também transfigurada.
No final desse terceiro volume da saga, a vida de Stelle dá mais uma reviravolta, que é resolvida no terceiro volume, “Sinais”. Nessa terceira parte, novas guinadas na vida da protagonista, revelações de alguns segredos, alguns mistérios são desvendados ela retorna à fazenda, ao paraíso Paradis, a volta às origens.
Em “Regresso”, o destino - ou a autora de “A Força do Berço” – leva Stelle de volta para Marselha, aos negócios e à vida diplomática, tudo o que ela tinha deixado para trás quando do retorno ao Paradis. O envolvimento profundo com pessoas de uma outra cultura mudaram a vida dela e os costumes diferentes dessa cultura de um país distante contribuíram para isso. Novas guinadas na história preparam e dão o gancho para o derradeiro volume da saga, a ser publicado em breve.
Apolônia se firma como excelente narradora que é, desenvolvendo um universo complexo e personagens interessantes, com muita criatividade, misturando suspense e romantismo, aventura e conhecimento, beirando a trama policial.
Contadora de histórias por excelência, Apolônia usa vocabulário simples e objetivo, em frases curtas, quase telegráficas, que dão leveza e dinamismo a sua obra.
“A Força do Berço” não é um romance de enredo previsível. É uma trama bem engendrada e desenvolvida, que vai prendendo o leitor cada vez mais, quanto mais se leia.

Um comentário:

  1. Bela resenha sobre a autora e sua obra.
    Despertou meu interesse.
    Márcio

    ResponderExcluir