COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

UM CONTINENTE LITERÁRIO

   Por Luiz Carlos Amorim - Escritor - http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/

Grupos, revistas, jornais e suplementos ou páginas literárias aparecem, de vez em quando – ou já apareceram, com mais frequência, em outros tempos – para logo depois desaparecerem, infelizmente. Falta de espaços, falta de valorização da cultura, de reconhecimento do fazer literário – e lá se vai tudo por água abaixo.
O Suplemento Literário A ILHA, revista que surgiu a partir de um pequeno jornal alternativo, em São Francisco do Sul e da necessidade de se abrir espaços para os textos que os leitores produziam e enviavam para a sua redação, publica poesia, conto, crônica, artigos e notícias sobre cultura e literatura.

Em seu primeiro número, lançado em junho de 1980, a revista aparecia somente com contos e poemas de gente da ilha e apenas em versão impressa. Hoje, trinta e um anos depois, ela chega ao leitor através da 117ª. edição, na versão impressa e também em versão on-line, no portal do Grupo Literário A ILHA – Prosa, Poesia & Cia, em http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br , atingindo um público infinitamente maior.

Mais adulta, mais madura, mas convicta e independente, sobrevivendo sem se atrelar à “cultura oficial”, ela reúne, há vários anos, poetas, cronistas, contistas, ensaístas e articulistas de todo o Estado, do país e até do exterior. São mais de cem edições em 31 anos de persistência e perseverança, sempre acompanhando e se adaptando às novas mídias que surgem, para possibilitar a aproximação com o público leitor, como internet, edições em pdf, e-book, etc., melhorando a apresentação e chegando cada vez mais longe.

O jornal, o semanário que deu origem à revista, acabou. Mas o Suplemento Literário A ILHA continua firme e atuante, ininterrupto, firmando-se como o órgão mais representativo da literatura catarinense.

A revista continuou aparecendo, ainda que com dificuldade, pontualmente a cada três meses, às vezes apoiada por pequenas propagandas do comércio e indústria do norte catarinense, quando a receita da venda da edição anterior não cobria o custo de um novo número. Vale frisar que a dificuldade existia e existe apenas na edição da versão impressa: a matéria prima é abundante e de qualidade. Não que sejamos grandes escritores, mas estamos produzindo e criando alternativas para chegar ao leitor. A nova literatura catarinense e brasileira passa pelas páginas da revista do Grupo Literário A ILHA. O suplemento dá espaço para todos e nós sabemos que escritores são aqueles que o público lê, e não aqueles que apenas escrevem. E o Suplemento Literário A ILHA é o veículo.

Em cada edição da revista aparecem novos autores e a circulação da versão impressa, dirigida, aliada à penetração da edição on-line, usando como veículo o fenômeno de comunicação que é a Internet, com alcance mundial, traz para as páginas da revista e para as páginas do portal Prosa, Poesia & Cia., autores de todo o país e também de outros países.
É um espaço cada vez mais democrático, pois acolhe todos aqueles que querem ser lidos, que querem chegar até o leitor, de maneira simples e direta, mas de qualquer modo, chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário