COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

AQUILO QUE NOS CATIVA


Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/

Antes de qualquer coisa, quero me desculpar por não postar nada ontem, mas é que o meu provedor de internet, a dona Net, estava a lesma lerda, então não pude enviar nada. Já estou imprimindo as velocidades mínimas com que me deparo na maioria das vezes para rescindir meu contrato com a Net. Mas deixa pra lá.
Minha amiga Regina Rozenbaum, do blog Tô Fora, Tô Dentro (http://toforatodentro.blogspot.com/), colocou em prática uma boa idéia para reunir poetas que ela conhece. Propôs um texto ou poema coletivo a partir de um texto dela, publicado no blog, pedindo que todos escrevessem sobre “O que me cativa”. Foi um sucesso. Muita gente aderiu e Regina organizou os escritos em um grande e belíssimo poema, que ela dividiu em partes.
Tomo a liberdade de copiar uma das partes e transcrever a seguir. É claro que eu não poderia deixar de participar de iniciativa tão simpática há alguma coisinha minha nesta e em outras partes.

Papel em branco aguardando a escrita,
prazer de sentir as palavras brotarem dos nossos dedos,
enchendo de cor espaços outrora vazios...abstração...libertas inspiração...
Um livro a ser desvendado...mergulho...
Nos cativa a poesia
Seja com rima ou sem ela
Drummond, Adélia, Clarice, Fernando, Quintana com sua poesia imortal...
As artes e o gosto pela paleta e pincéis, c
olorido na vida quando fica em tons cinzentos...
Música, vaguear no tempo e no espaço, visitando memórias,
viajando ao encontro dos sonhos, aninhados num abraço...
Dançar, entregues à leveza, lentamente...
Cantar, desafinar, entrelaçar os dedos no barro...
Fotografia, luz contraste da sombra,
captura de momento único, expressão de sentimento, revivência no depois...
Arquitetar artes nos cativa, ser livre de acreditar no inacreditável,
fantasiar o presente, sonhar o futuro doce e colorido.
A vida, ars, nos cativa.

Também ganhei um selinho, aquele que está lá no alto, da minha amiga e conterrânea Mariza, (somos de Corupá, a terra das Cachoeiras) do blog http://marebrisadosaber.blogspot.com/ , com algumas condições bem simpáticas:
1- Publicar e dizer quem te ofereceu o Selinho.
2- Responder as seguintes perguntas:
Você ama? Sim, como não fazê-lo?
Você adora? Viajar
Você deseja? Conseguir conscientizar o mínimo que for de pessoas no sentido de cuidar de nosso meio ambiente para garantir um futuro para nossos filhos e netos.
Você sonha? Que a Terra sobreviva ao ser humano.
Você é?
SOU (por Luiz C. Amorim)

Sou assim inquieto,
irrequieto, indócil,
romântico, atrapalhado,
simples tal qual criança.
Sou um aprendiz da vida,
do amor e da esperança.
Saudade é dever de casa...
Sou qual garoto precoce,
com pressa em ser gente grande;
sou qual adulto, crescido,
desejando ser criança.
Sou poeta, amante, amado,
sou mais que eu, simplismente;
sou tantas vidas a um tempo,
dentro e fora de mim,
que me divido em mais eus.
Sou pequenino, sozinho,
mas sou grande,
muito grande,
com alguéma me esperar...


2 comentários:

  1. Ah Amorim...Xônei rsrs Só você mesmo!!! Tô dentro!!! E fiquei feliiizzz diiimaaaiiisss com o "minha amiga", meu AMIGO, poeta lindu de viverrrrr!
    Beijuuss no EUSOU

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amiga,sim, Regina. Quem arrebanha poetas como você faz é poeta dos bons e amiga de verdade.
    Abraço do Amorim

    ResponderExcluir