COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 14 de março de 2012

O SUCESSO DA NOVA ESCRITORA



 



Por Luiz Carlos Amorim - Escritor e editor - http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


A noite de autógrafos da escritora Karina Alves Ribeiro, na Livraria Catarinense do Beiramar Shopping, ontem, foi um sucesso. O romance lançado, “No outro lado do mar”, como o próprio nome já diz, tem como personagem principal o mar e atraiu um público afim e muito especial, os oficiais da Marinha da capital.


Aliás, um público leitor simpático, educado e inteligente, vale frisar, gente com quem dá prazer de conversar, independentemente de patentes.

Uma vitória da escritora, que no primeiro lançamento do seu primeiro livro, lotou as instalações da Livraria Catarinense.

Infelizmente, não dá pra não deixar de registrar que apesar de terem sido convidados muitos dos escritores da grande Florianópolis, nenhum compareceu. Alguns deles, que costumam prestigiar eventos de seus pares, não puderam comparecer por outros compromissos no mesmo horário ou por estarem doentes. Aliás, compareceram dois: eu e um oficial da Marinha que é acadêmico da Academia de Letras do Brasil.

Os convidados que compareceram eram todos leitores e isso é muito bom.



DIA NACIONAL DA POESIA


Hoje é o Dia Nacional da Poesia. No Brasil o dia da poesia é hoje, porque é o dia do aniversário de Castro Alves, um dos grandes poetas brasileiros. O Dia Internacional (ou Mundial) da Poesia, no entanto, é comemorado no dia 21 de março, por iniciativa da Unesco.


Então, vamos comemorar. Poesia é a língua universal do ser humano. Poesia é a linguagem do sentimento, da emoção. Minha homenagem, hoje, a todos os meus amigos poetas e minhas amigas poetisas, que são muitos, aos meus grandes poetas, como Quintana, Pessoa, Coralina e tantos outros grandes poetas de todo o mundo.


SOU


 (Luiz Carlos Amorim)


Sou assim inquieto,


irrequieto, indócil,


romântico, atrapalhado,


simples tal qual criança.


Sou um aprendiz da vida,


do amor e da esperança.


Saudade é dever de casa...


Sou qual garoto precoce,


com pressa em ser gente grande;


sou qual adulto, crescido,


desejando ser criança.


Sou poeta, amante, amado,


sou mais que eu, simplesmente;


sou tantas vidas a um tempo,


dentro e fora de mim,


que me divido em mais eus.


Sou pequenino, sozinho,


mas sou grande,


muito grande,


com alguém


a me esperar...




Um comentário:

  1. Amorim viva a poesia! Sucesso aos jovens escritores. Estou chegando agorinha de Joinville.
    Lá a feira do livro começa no dia 12 de abril e acho que será muito boa. Vi na TV local de lá uma entrevista que anima bastante os que amam a literatura.Parabéns para a escritora Karina e parabéns a voce pelo poema. Acho que conforme seus versos, somos todos pequeninos e sozinhos mas felizes quando há alguém a nos esperar. Abraço daqui. Fatima

    ResponderExcluir