COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

segunda-feira, 19 de março de 2012

OUTONO



Por Luiz Carlos Amorim – Escritor e editor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


E chega o outono. Gosto do verão, mas esse último foi muito quente – quente demais – e continua quente, mesmo com a mudança de estação. E a seca espalhou-se pelo nosso Estado, sem que haja sinal de chuva. Em verões passados, tivemos enchentes, tivemos grandes tragédias por causa da chuva excessiva. Neste último, faltou chuva e a seca foi tomando conta de tudo, ameaçando até o litoral.

Finalmente chega o outono e a esperança é de que o tempo mude, que chova um pouco mais, afinal estamos entrando na meia-estação. Se Deus quiser, poderemos nos vestir melhor, poderemos fazer atividades várias sem suar em bicas, sem precisar estar ligando ventiladores, condicionadores de ar, etc.

As árvores, algumas delas, começarão a perder as folhas, a paisagem não será tão bonita como na primavera, mas em alguns lugares, pelo menos aqui pelo sul, temos plátanos, e eles ficam lindos nessa época. Temos, também, a quaresmeira, o jacatirão da época da Páscoa, que começa a sua florescência e deixa as matas coloridas e festivas, como se fora primavera.

E em junho, no final da estação, começa a florescer o jacatirão de inverno ou manacá-da-serra, as paineiras, as azaléias e por aí afora. E dá-se a passagem do outono para o inverno da maneira mais bela possível.

Então, seja bem-vindo, outono, com temperaturas mais aconchegantes, com menos seca e com um pouquinho mais de chuva, com clima bom para aproximar mais as pessoas. Noites mais frescas, boas para reuniões para degustação de bons pratos, boas bebidas, bons vinhos.

Tempo de mais abraços, mais carinhos, mais amores.

Um comentário:

  1. Lembrei-me de Camus: Outono é outra primavera, cada folha uma flor. Abraços, Meira.

    ResponderExcluir