COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

DE NOVO, PRIMAVERA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/       


E a primavera chegou. Esta manhã ela veio, devagarinho, tímida, com frio, desacompanhada do sol. Mas veio. O dia ficou cinza, parece que o inverno não gostou nada de dar seu lugar à esperada primavera e recusou-se a ir embora. Mas ele vai, ah, se vai.

Vi a primavera no meu jardim, onde tudo está florescendo. Os pés de araçás, os cravos, os ibiscos, as orquídeas, aquelas de caules longos. Um dos meus pés de jacatirão abriu um botão temporão, vejam só, agora, quase no fim de setembro, só pra homenagear a recém-chegada primavera. Até os pés de cebolinha floresceram suas flores roxas, o morango, o manjericão.

Nas ruas, ainda floresce o ipê. Tudo vai florescer, daqui por diante. A vida vai florescer. Tudo terá mais cor, pois o sol voltará e as pessoas deixarão florescer os sorrisos.

A estação mais bonita do ano chegou. Tudo brotará, com viço, até a alegria no coração das pessoas. O verde ficará mais verde, toda cor ficará mais colorida. Toda árvore, da maior a mais simples, toda planta prestará seu tributo à Mãe Natureza, desabrochando suas flores.

É tempo de primavera, tempo de recomeçar, de renascer, tempo de brotar para a vida. É tempo de festa, pois a primavera chegou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário