COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quinta-feira, 25 de março de 2010

RENATA, QUINTANA E A DANÇA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

Isso já está ficando chato, mas ontem acabei não postando nada, porque fui ao aniversário da nossa professora de dança, Renata Verani. Quando voltamos, já era quinta, de maneira que a crônica de quarta miou. Acho que eu deveria mudar o nome do blog para “Crônica do dia sim, dia não”.
Mas valeu a pena, amigos leitores, abraçar a Renata, rever um monte de gente e conhecer outro tanto, tudo gente que gosta de dança, que gosta de dançar.
A dança é uma atividade que aproxima pessoas, que reúne os grupos, provocando o nascimento de novas amizades. Então, nada melhor do que dançar para afastar a solidão – ou não deixar que ela consiga chegar perto da gente -, curtir a companhia de cada vez mais amigos, cultivar a boa saúde com alegria e disposição.
Dança é a poesia do corpo. Quintana já dizia, sobre dança e poesia, em “Aula Inaugural”:

“... Fora do ritmo, só há danação.
Fora da poesia, não há salvação.
A poesia é dança e dança é alegria.
Dança, pois, teu desespero, dança.
Tua miséria, teus arrebatamentos,
Teus júbilos.
E mesmo que temas imensamente a Deus
Dança como David
Diante da Arca da Aliança;
Mesmo que temas imensamente a morte,
Dança diante da tua cova.
Tece coroas de rimas...
Enquanto o poema não termina
A rima é como uma esperança
Que eternamente se renova."

Então dancemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário