COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

EU E A ACADEMIA

Por Luiz Carlos Amorim - Escritor - http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Nesta sexta, dia 18, tomo posse na Academia Sul Brasileira de Letras, que reúne acadêmicos do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Esse é um trecho do meu discurso, que preciso ainda rever, pois nunca fiz isso antes.
A verdade é que o escritor da pequena Corupá, a Cidade das Cachoeiras no norte do Estado, encravada no pé da Serra do Mar, que começou publicando seus contos no jornal da sua cidade natal e nos jornais dos Diários Associados, não esperava ser convidado para uma casa tão importante, ainda mais com padrinhos como o nosso grande poeta e prosador Júlio de Queiroz. Minha aspiração maior foi sempre abrir novos espaços para a veiculação da produção de novos poetas e escritores, fazer novos leitores e tornar mais conhecida a literatura dos novos e bons autores que vão surgindo. Até as crônicas que publico pelo Brasil afora, em jornais e revistas, muitas delas, pretendem a difusão da poesia, da literatura, o incentivo à leitura e a formação de novos leitores.


O reconhecimento que sempre busquei foi, na verdade, para o trabalho de divulgação de escritores aqui da terra, realizado por todo um grupo de autores, através do Grupo Literário A ILHA, que completou 31 anos de atividades neste ano de 2011. O grupo A ILHA, usando de veículos como o seu portal na internet, a sua revista Suplemento Literário A ILHA, o Varal da Poesia, o Recital de Poemas, de Projetos como Poesia no Shopping, Poesia na Rua, Poesia na Escola e outros, leva a literatura produzida por seus integrantes a vários lugares. Principalmente às escolas, pois é lá que devemos incutir o gosto pela leitura, é lá que devemos tornar nossos escritores conhecidos.

E com o alcance da internet, o grupo já não conta apenas com escritores catarinenses. Temos autores de outros Estados e até no exterior. Muitos escritores catarinenses de renome passaram pelo grupo e alguns ainda estão nele, como Urda Alice Klueger, Enéas Athanázio, Wilson Gelbcke, Apolônia Gastaldi e tantos outros.

Então participar da Academia Sul Brasileira de Letras é importante para mim e para o grupo, pois vou agregar conhecimento com acadêmicos cultos e experientes que aí estão ou estão entrando para ela. Trocar experiência, aprender mais sobre a arte de escrever, sobre a literatura dos três estados e fazer amigos com objetivos comuns é um privilégio. E fazer parte deste grande time é me aliar a uma das principais funções da academia, que é unir forças não só na promoção da divulgação da nossa produção, mas da literatura como um todo. É levar a literatura produzida em nossa terra aos nossos conterrâneos, para que os catarinenses a conheçam e aprendam a valorizá-la.

E quero continuar neste mister, de abrir espaços e incentivar o gosto pela leitura em leitores em formação e em todo e qualquer cidadão, porque pude contar, de uma maneira ou de outra, com esse tipo de ajuda no início da minha incursão pela literatura.

Amanhã eu continuo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário