COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

PRECISA-SE DE MINISTROS

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Estamos bem de ministros neste nosso Brasil, não é mesmo? Que ministro do Trabalho é esse, que vem cantar de galo para o mundo inteiro, ao vivo e a cores e depois, chamado atenção, dá uma de donzela arrependida, põe o rabinho entre as pernas e sai de fininho, com desculpas esfarrapadas? Como é que pode um indivíduo totalmente despreparado como esse – pra não dizer outra coisa - ser ministro? E não é só esse, alguns já saíram, mas alguns outros permanecem, como o tal de Haddad, Ministro da Cultura, queridinho dos chefes, que só não é mais incompetente por falta de espaço. Não consegue administrar uma prova como o Enem, que é um fiasco atrás do outro, compra e distribui livros que ensinam aos nossos estudantes das escolas públicas que a gramática é coisa de ótário, e assim por diante.

Não que as coisas estejam mudando muito, pois sai um e entra outro parecido, mas está muito evidente que muitos dos ministros de Lula não eram – como dizer isso de maneira mais ou menos elegante? Difícil, muito difícil – flor que se cheire. É claro que eu poderia dizer isso com muito mais clareza, mas todo mundo entendeu. E seu Lula deixava as coisas acontecerem e ainda passava a mão na cabeça de seus ministros queridos.

Estamos precisando de uma limpeza de verdade no poder público. É preciso tirar esse bando de corruptos impunes de seus cargos poderosos e fazê-los devolver tudo o que foi “desviado”. E prender cada um, para que não continuem em seus partidos agindo por baixo dos panos. Porque eles são denunciados, até perdem o ministério ou outro alto cargo, mas continuam nos seus mandatos de “políticos”, continuam com as falcatruas dentro de seus partidos. Partidos que lotearam a administração pública, com a conivência do “cara”.

Precisamos rever o Brasil. Precisamos nos lembrar desses escândalos todos e tantos, dos “políticos” envolvidos, para que ninguém vote mais neles, evitando que continuem a saga de “mal feitos”, como diz a presidente. Nós, eleitores, é que colocamos essa politicagem no poder. Então precisamos aprender a votar melhor. Ou votar nulo, pois se não houver cinquenta por cento de votos válidos, a eleição tem que ser anulada, para que se faça outra, sem os candidatos da anterior.

Um comentário:

  1. Amorim a declaração de amor pelo ministro foi uma dessas cenas para constar no Relicário da Babaquice. Parecia uma reunião de condomínio, uma confraternização dessas que as famílias fazem num galpão de casa e quando já está todo mundo de cara cheia a gente diz um monte de asneira. Fiquei com peninha dela ter certos ministros que tem.Fiquei envergonhada por ele.
    Cruz credo.Fatima Barreto Michels/Laguna/SC

    ResponderExcluir