COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sábado, 16 de julho de 2011

A BANALIZAÇÃO DA IMPUNIDADE

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Torna-se cada vez mais difícil educar nossos filhos, pequenos e adolescentes, diante da corrupção, irresponsabilidade e falta de vergonha na cara daqueles que deveriam dar exemplo de retidão e correção neste país. Como esperar que os jovens de hoje se tornem adultos dignos e honestos com a falta de ética e de moral grassando por todos os lados, começando pelos detentores do poder, as autoridades que comandam os destinos e o futuro de nossa gente e de nossa terra.

É um escândalo atrás do outro. Só para citar exemplos mais recentes, pois são tantos, temos o caso do Paloci, que saiu do governo e ninguém mais falou nada, o enriquecimento relâmpago ficou por isso mesmo e tudo bem; em seguidinha outro ministro, o dos transportes, teve que sair, só que este perdeu o cargo mas voltou para a “política”. E ninguém nunca devolve nada, não vai preso, ninguém é penalizado, não é uma beleza?

A lei da Ficha Limpa virou piada, pois a justiça – grande justiça, a nossa – determinou que ela não valesse para as últimas eleições e os fichas sujas que estavam impedidos, voltaram lépidos e fagueiros, tomando posse nos seus cargos, para continuarem a roubalheira do dinheiro público.

Tudo está falido neste nosso Brasil: educação, saúde, segurança, até a justiça. E ninguém faz nada. Os nossos “representantes” no poder, aqueles que deveriam nos defender, legislam em causa própria, gastando o dinheiro público em causa própria e impulsionando a corrupção. Aliás, eles enveredam pela política, a maioria deles, para ficarem ricos.

Faz tempo que a credibilidade que o Congresso poderia ter junto ao povo, os eleitores, seus representados, foi pro espaço. Esse é o Brasil que queremos, onde a corrupção e a impunidade são lugar comum?
Há muito mais, mas só isso já seria demais para manter o equilíbrio entre o bem o mal, entre o certo e o errado. E a corrupção e a impunidade ainda trazem, atreladas a elas, a violência. Violência que se dissemina dia a dia, em todas as áreas, banalizando-a cada vez mais. É esse o futuro que queremos para nossas crianças?

Um comentário:

  1. Continuar denunciando. Esta é a missão do profeta.
    Este povo ainda vai mudar por causa dos comunicadores.

    ResponderExcluir