COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O FIM DA LETRA CURSIVA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor - http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/

O abandono, por parte da escola, do ensino da letra cursiva ou letra de mão, é assunto em voga, atualmente, quando se fala em educação. Essa tendência, que chega também ao Brasil, veio à baila porque os Estados Unidos tornaram opcional, em suas escolas, o ensino da letra de mão e querem bani-la de vez.

Não sei se lá todos os estudantes usam computadores nas escolas, para que ensinem e usem só a letra de forma ou de imprensa. Mesmo assim é importante que as pessoas aprendam a escrever também a letra cursiva, para que possam optar, depois, pelo que for mais conveniente.

Aqui no Brasil, a escola pública já mudou a sistemática de alfabetização há uns dez anos: antes se ensinava primeiro a letra cursiva e depois a letra de forma para que a criança aprendesse os códigos dos livros, que eram diferentes daquele código que ela aprendera para usar no caderno. Com a mudança, atualmente se ensina primeiro a letra de forma, de imprensa, e depois é que se ensina a cursiva ou letra de mão. O que causa uma dificuldade maior para as crianças dos primeiros anos do primeiro grau, como já pude observar, pois como já conhecem a letra de forma, diferentes e independentes umas das outras, é bem mais problemático passar a escrever a letra de mão, com as letras ligadas umas as outras e com forma que nem sempre se assemelha muito com o código de imprensa.

E, cá pra nós, nossos estudantes não usam computadores nas escolas, para abolir caderno e lápis, como pretendem alguns. O governo megalomaníaco do pouco amigo da escrita e da leitura Lula, prometeu dar um computador a cada aluno do primeiro grau da escola pública, mas conseguiu dar os aparelhos para uma ou outra escola, em uma ou outra cidade pelo Brasil. Aqui em Floripa, apenas uma escola recebeu os computadores.

Então a coisa se encaminha para o fim da letra cursiva. Será que é racional querer acabar com um código que ainda é largamente usado? O tempo é que vai mostrar. Nem todos temos aparelhos eletrônicos para escrever em qualquer lugar e se escrevermos com lápis ou caneta e papel, a letra cursiva proporciona muito mais rapidez para registrar o que quer que seja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário