COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

RITMO A DOIS EM JOINVILLE, A CIDADE DA DANÇA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Estou chegando do festival de Dança de Salão, Ritmo a Dois, que acontece em paralelamente ao Festival de Dança de Joinville, no Harmonia Lira. Hoje os ritmos eram bolero e tango, categoria pista, mas tivemos também, de quebra, a repetição do Samba de gafieira, de ontem, que por “problemas técnicos” teve que ser reapresentado. O que eu achei ótimo, pois acabei assistindo os concorrentes de hoje a metade de ontem.

Os concorrentes não eram tantos quanto eu esperava, achei que haveriam muitos dançarinos inscritos, no entanto não houve mais do que onze ou doze casais. O samba de gafieira foi muito bom, teve gente que dançou espetacularmente; o tango foi mediano, se compararmos com o que já vimos em festivais de dança de salão aqui em Florianópolis – e havia concorrentes daqui -; e o bolero foi bom. Pena que não vou poder assistir mais uma eliminatória, amanhã, e a final na sexta. Vamos voltar para Joinville, para ver o festival e a minha filhota que vai dançar lá só no final de semana. Amanhã ainda vai ter zouk e salsa.

Foi muito gostoso ver os casais dançando num nível bem acima da média do que a gente vê nos salões, na pista e não no palco, mais perto da gente. O que não gostei foi do atraso para iniciar: o horário era 8h30min, mas começou só as nove horas. E mesmo assim, ainda teve muita falação: patrocinadores, apoiadores, propaganda dos eventos paralelos, agradecimentos, apresentação dos jurados, contando a vida de cada um. A dança, mesmo, começou lá pelas nove e quinze. Como é a quarta edição, os organizadores já deviam ter um pouco mais de organização.

Outra coisa que notei foi falta de um programa, um folder com o nome dos concorrentes, em cada modalidade ou categoria. O folheto que pegamos na entrada só tinha o programa bem sucinto, com a data, os ritmos do dia e nada mais. Na hora da apresentação de cada grupo de dançarinos, poderiam dizer o nome de cada dançarino e de onde eles eram, mas nada disso foi feito. Os dançarinos que se apresentaram no Rimo a Dois são, para nós, espectadores, dançarinos anônimos. Uma pena.

O fato é que eu queria conhecer o festival de Dança de Salão, que tem o apoio do Instituto Festival de Dança de Joinville. E apesar dos pequenos percalços, gostei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário