COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

OUTRO ENEM SUSPENSO

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

E o os organizadores do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio, que não se presta mais à avaliação do ensino praticado pelas escolas brasileiras, transformou-se em aspirante à substituto do vestibular, pois as notas são usadas para ingresso na universidade – deram atestado de incompetência, de novo.
Provas com questões repetidas, faltando questões, etc., etc., fizeram o exame ir parar na justiça, e já existe até uma suspensão da prova, por juíza da Sétima Vara Federal do Ceará, a pedido do Ministério Público.
O MEC está descuidando demais deste exame, que representa o ingresso na universidade para os formandos do segundo grau por todo o Brasil, ou não está dando o devido valor a uma prova que deveria ser cuidada com o maior carinho. Muito dinheiro público é gasto para a realização deste exame e desde quatro anos atrás os problemas vêm acontecendo, cada vez mais graves. Ano passado vazou a prova da gráfica.
O Ministro da Educação esteve hoje na televisão dando desculpas esfarrapadas, dizendo que apenas uma pequena porcentagem do total de provas estava com problema de impressão, que havia um número muito maior de provas “sobressalentes” sem erro e que por isso o problema não era grave. Ora, se existiam provas sem erro suficientes, porque entregaram para os estudantes justamente as erradas?
E cá pra nós, a empresa encarregada de elaborar e imprimir as provas não conferiu uma amostra da impressão, antes de mandar rodar toda a quantidade necessária? Todo mundo, qualquer pessoa confere um prova de qualquer trabalho antes de autorizar a impressão. E ninguém do Ministério da Educação ou seu preposto conferiu a elaboração da prova, para evitar os erros, para ver se estava de acordo, para detectar a bagunça feita com repetição de questões, falta de outras, questões iguais com números diferentes e questões diferentes com mesmos números?
Ninguém da importância, apenas manda fazer e pronto, seja o que Deus quiser, apesar de todo o dinheiro que é gasto nisso? Ninguém pensa no estresse dos estudantes, antes e durante a prova, que se prepararam, estudando muito, e vão ter que passar por tudo novamente?
E a maioria votou na continuidade disso que está aí.

Um comentário:

  1. Estou indignada com toda essa "palhaçada"! Por será que não interessa aos nossos governantes tratar com um pouco de respeito os seus próprios eleitores e os demais contribuintes?
    Isso é uma vergonha!
    A cada disa que passa tenho mais vergonha de ser brasileira!

    ResponderExcluir