COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

A FESTA DA VIDA

Por Luiz Carlos Amorim - Escritor - Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

É primavera e nesta época temos este espetáculo esfuziante de cores e de vida: o verde brotando em todos os lugares e flores colorindo os caminhos da gente. Dentre tantas flores e tanta cor, uma árvore vestida de luz, grávida do sol, chama minha atenção, em alguns trechos dos caminhos: o ipê, majestoso, ainda se veste de amarelo, irradia beleza e depois, devagarinho, estende um manto dourado aos pés dos caminhantes.
E o inverno, que atrasou um pouquinho, fez com que o ipê convivesse, maravilhosamente, com os pés de jacatirão nativo, que começou a florescer no final de outubro, e cruzasse também com o jacatirão de inverno, o manacá da serra, aquele de jardim, que começou a florescer há bastante tempo e ainda exibe, orgulhoso, algumas flores brancas, lilases e rubras, conseguindo participar desta grande festa da mãe natureza. Ele persistiu e seguiu mostrando suas flores, conseguindo dar as boas vindas ao seu irmão nativo, que tinge de vermelho as florestas e as encostas do norte catarinense, anunciando o verão, anunciando o natal e o ano novo.
O tempo parece ter conspirado com ela, a natureza, para juntar as flores e as cores de árvores tão belas e que têm épocas de floração diferentes, para que em todas as estações tivéssemos beleza desabrochando por esse mundo de Deus. E nós as temos, então, flores que normalmente não se cruzam, num festival inédito que temos o privilégio de ter diante dos olhos.
Isso sem falar das petúnias, onze horas, violetas, marias-sem-vergonha, amores-perfeitos que vicejam pelos jardins em verdadeiros arco-íris.
A festa da vida recomeça e eu festejo a primavera! Renasce a esperança: é a vida sorrindo, música ao vento, poesia no ar. Vai embora, com o inverno, a solidão e a saudade e vem com a primavera o sol, com os seus raios de luz, força e cor, essência de vida do ser humano, pequeno filho da terra, irmão gêmeo da natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário