COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

EM DEFESA DA CIDADE DAS CACHOEIRAS


Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br/


Alguém se lembra da Pequena Central Hidrelética de Corupá, que se construída, diminuiria consideravelmente a vasão de uma das cachoeiras mais bonitas e mais visíveis da cidade, a Bruaca, que é vista quando se está chegando no Vale das Águas?
Isso, além de outros males, como interferência na natureza, ameaça de extinção de animais da região, risco de enchentes em Corupá no caso de rompimento da hidrelética, etc.
Até agora a PCH não saiu, mas para evitar que ela venha a ser construída, foi fundada a Associação de Desenvolvimento Socioambiental Corupaense (ADESC), sucedendo o movimento SOS Bruaca. A finalidade maior da associação é trabalhar pela defesa, preservação, recuperação e manejo sustentável do meio ambiente, dos recursos naturais, dos bens e valores culturais, objetivando a melhoria da qualidade de vida.
A ADESC pretende participar efetivamente da fiscalização e da aplicação da legislação ambiental em vigor, conforme a diretoria da associação.
E é isso que Corupá precisa, que sejam reunidos todos os cidadãos que lutaram, no movimento SOS Bruaca, pela não instalação da hidrelétrica que não traz nenhum benefício para a cidade, pelo contrário, para que continuem o trabalho de defesa da Cidade das Cachoeiras.
Não se falou mais da PCH, não fiquei sabendo se a Fatma emitiu um relatório final sobre a concessão ou não da licença ambiental para a construção da malfadada PCH. Esperemos que a vontade dos cidadãos corupaenses seja levada em conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário