COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

MAIS BIBLIOTECAS PARA FLORIANÓPOLIS

Transcrevo, abaixo, reinvindicação enviada à Prefeitura Municipal de Florianópolis, no sentido de se criar uma Rede Municipal de Bibliotecas Públicas. Atenção, cidadãos florianopolitanos, estamos em época de eleição municipal. É hora de cobrarmos comprometimento de nossos candidatos. Alguém colocou, nos seus programas de governo, a criação de mais bibliotecas públicas?


Senhor Prefeito do Município de Florianópolis,

Nossa cidade tem sido decantada como possuidora de alta qualidade de vida. A imprensa mundial tem enxergado nosso grande potencial turístico e cultural. O município vem investindo parte importante de suas receitas tributárias para tornar a cidade boa para morar e visitar.

Apesar destas qualidades, da cidade e dos esforços das sucessivas gestões municipais, faltam muitas coisas para tornar o nosso dia a dia ainda melhor. Sabemos todos que providências devem ser tomadas. Entretanto, seja pelo potencial de reforço às ações educacionais e pelo potencial reforço ao lazer e turismo, é urgente que a cidade de Florianópolis possa contar com a instalação, se possível, a ser iniciada já a partir de 2013, de uma rede municipal de Bibliotecas Públicas.

Sabemos que nossa cidade tem dois territórios separados pelo mar: a Ilha (em torno de 90%) e uma fração do continente (em torno de 10%). A única biblioteca pública hoje existente mantida pelo municipio se encontra no continente.

Isso faz com quem mais de 90% da população da cidade não conte com serviço municipal de biblioteca pública.

Todos nós sabemos que os países de forte economia - e hoje o Brasil se enquadra nessa categoria - dispõem de redes municipais de bibliotecas públicas, de modo a assegurar que seus habitantes e visitantes possam ter instalações bibliotecárias de fácil acesso em seus bairros e localidades.

Em Florianópolis também precisamos ter serviços de bibliotecas públicas com essas qualidades: a) estar a uma distância não superior a três quilômetros das residências do bairro; b) ter equipe profissional em padrões recomendados pela UNESCO; c) contar com edifícios - tecnologia - ambiente e atividades compatíveis com públicos de todas as idades.

Nas municipalidades canadenses, francesas, inglesas, de cidades com igual qualidade de vida de Florianópolis, isso existe; em Bogotá - Colômbia, isso existe.

Nesse sentido, portanto, solicitamos a sua atenção para esse pleito. Além disso, pensamos que a Prefeitura Municipal de Florianópolis poderá buscar o apoio e assessoramento técnico e científico tanto da UFSC, quanto da UDESC, instituições de ensino superior sediadas em Florianópolis que dispõem de Cursos de Bacharelado em Biblioteconomia, instalados desde 1973 em ambas universidades e igualmente poderá buscar o assessoramento da Associação Catarinense de Bibliotecários - ACB, entidade de representação profissional dos bibliotecários catarinenses, constituida há mais de trinta anos.

Contamos com sua atenção e de sua equipe para esta demanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário