COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor - Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br

A educação não foi uma das melhores heranças que o nosso ex-presidente e “estadista” deixou para o povo brasileiro. E não foi só isso, mas foi no governo Lula que foram feitas mudanças desastrosas no ensino fundamental. Em time que está ganhando não se meche, e uma sistemática de alfabetização que estava dando muito certo até poucos anos atrás, foi mudada de um jeito que hoje existem alunos de terceiro, quarto anos do primeiro grau que não sabem ler e escrever com segurança.
Essa foi uma das ações que contribuiu ainda mais para a baixa qualidade da educação em nosso país. Mas o presidente também prometeu que daria um computador portátil – um notebook – para cada estudante da escola pública, vocês se lembram? Pois é, aquela história do computador de cem reais, um tanto quanto fora da realidade. Algumas poucas escolas pelo Brasil até receberam, no ano passado, notebooks para seus alunos. Aqui em Florianópolis, por exemplo, sei de uma apenas. Mas a promessa era colocar um computador na mão de cada aluno da primeiro e segundo grau da escola pública. Ficou devendo feio. Aliás, não deveria ter prometido.
Outra promessa não cumprida foi a de que não haveria nenhuma cidade brasileira sem biblioteca pública, antes de terminar o seu mandato. Pois apesar de ter existido projeto específico para o cumprimento da promessa, ainda existem pequenas cidades que não têm a sua biblioteca.
A pretensão de dar computadores para cada aluno da escola pública é um tanto quanto mirabolante, pois se o governo não tem dinheiro para sanear a educação, para melhorar o sistema de ensino, para pagar melhor os professores e qualificá-los, como é que quer dar aparelhos como computadores para todos os estudantes? Seria bom se isso fosse possível, mas antes de colocar tecnologia de ponta na mão dos estudantes, é preciso que eles tenham educação de qualidade. As próprias instalações, em muitos casos, não são apropriadas, existem escolas caindo aos pedaços, sem nem manutenção, precisando de ampliação.
O Brasil não está melhor depois da passagem do “presidente” Lula, embora ele esteja convicto que sim. Entre tantas pérolas que deixou escapar quando falava de “improviso” – e ele fazia muito isso – está aquela na qual disse que é bobagem estudar e se formar numa universidade, pois ele não havia feito nada disso e era presidente. Que esperar para a educação, de um presidente que pensa assim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário