COMENTE

Sua opinião é importante. Comente, critique, sugira, participe da discussão.

sábado, 1 de janeiro de 2011

A FCC E A CULTURA NO NOVO GOVERNO

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://www.prosapoesia.xpg.com.br

Com o governo do Estado assumindo o poder, neste início de 2011, ficamos na expectativa de saber quem será chamado para dirigir a Fundação Catarinense de Cultura. Uma das gestões mais produtivas, queiramos ou não, foi a de Anita Pires, que afastou-se porque o governador tapa-buraco estava procurando alguém para colocar no lugar dela sem que ela soubesse, sem comunicar-lhe. A mais curta, mas alguns projetos foram levados a efeito.
Precisamos de alguém que tenha conhecimento de causa, que seja afim com as coisas da cultura de nosso Estado e que retome os projetos que estão suspensos. Alguém que continue alguns projetos que foram retomados pela ex-presidente Anita, como a Lei Grando, que teve uma segunda edição prometida para o ano de 2010, mas que não aconteceu, e que faça com que o CIC – Centro Integrado de Cultura da capital acabe logo com a reforma que não anda e que mantém inativo o melhor e maior teatro que temos em Florianópolis, há mais de um ano.
E será preciso alguém de personalidade, forte e decidido a colocar ordem na casa, desfazendo a “panelinha” de “intelectuais” que compõe comissões disso e daquilo dentro da FCC, pois vimos muitas barbaridades neste ano, no ano passado e antes, como formação de um grupo para selecionar escritores catarinenses para irem à Feira do Livro de Porto Alegre, que selecionou a si próprio.
Isso precisa acabar. Também há que se determine uma periodicidade para o jornal “O Catarina”, que em 2009, teve apenas uma edição e em 2010 também.
Um jornal cultural oficial com apenas uma edição por ano?Quem assumir a FCC terá muito trabalho a fazer. Há muito o que fazer pela cultura do Estado, não só pela capital. Que o novo dirigente da casa tenha um olhar abrangente e veja Santa Catarina como um todo. Contamos com isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário